TECIDOS E SUAS PARTICULARIDADES
30 Jul

TECIDOS E SUAS PARTICULARIDADES

Postado por: Juliana Visualizado: 99 Comentários: 0

Nós mulheres, amamos vestir peças com bom caimento, que refresque ou esquente de acordo com o clima, que tenha conforto, que não amarrote, seja para o trabalho, lazer, piscina, viagem, correr atrás de criança, enfim, diversas ocasiões as quais necessitamos de um determinado tipo de peça.

Mas qual o tipo ideal de tecido para cada situação?

Com as dicas abaixo ficará mais fácil na hora da escolha de acordo com as necessidades do cada dia a dia de cada mulher.


Fibras naturais:

          

Os tecidos com fibras naturais mais conhecidos são o linho, a lã e a seda, todos de origem animal ou vegetal. A fibra natural longa e resistente é o que garante qualidade e durabilidade do tecido. Suas características permitem que a pele respire, o que é fundamental em dias quentes, pois o algodão absorve a umidade da pele e seca facilmente, evitando que o suor fique no corpo, além de serem tecidos mais confortáveis por serem naturais.  E mais, não dão aquele cheiro desagradável, sabem?


Fibras sintéticas:


  

As fibras sintéticas, como poliéster, poliamida e acrílico, são tecidos que secam mais rápido mas infelizmente não deixam o corpo respirar direito e por isso pode segurar a transpiração dando cheirinho não tão agradável.  Também são tecidos não tão confortáveis e esquentam. Outro ponto negativo é que dão aquelas “bolinhas” chatinhas na roupa, deformam mais na costura e desgastam mais rápido. As vantagens destes tecidos é que são ótimos para algumas situações, como na mala para viagem por não amassar tanto por exemplo. Outra vantagem destes tecidos é que o preço geralmente é melhor.


Fibras artificiais:



As artificiais são fibras produzidas em laboratório e utilizam matéria-prima de polímeros naturais com origem celulósica ou proteica, por isso são mais fresquinhas, perfeitas para o clima do nosso Brasilzão. Os tecidos mais comuns são viscose, o acetato, o Lyocel e o Modal.

O fio de viscose, por exemplo, é uma fibra artificial regenerada, obtida através da celulose, um elemento natural normalmente extraído do linter de algodão ou da polpa da madeira.

Tencel ou Modal são os nomes comerciais do Lyocel. Uma fibra artificial desenvolvida para ser ecologicamente correta (a tecelagem Santa Constância desenvolveu um grupo de tecidos que consome menos energia e seu descarte promove menos poluição), por ser biodegradável e produz um tecido resistente, com um toque suave e que se modela como a seda. Macia como o algodão, possui bom caimento, levemente brilhosa e tem uma boa resistência à umidade. 

Temos aí as fibras queridinhas da L´Andara, perfeita para nosso clima tropical e menos agressivas ao nosso ambiente. Estamos cada dia mais migrando nossa produção para estes tipos de tecido para proporcionar conforto, qualidade, durabilidade e acima de tudo, ética para com nosso planeta que tem precisado tanto de nossa consciência. 


Conclusão L´Andara:

Hoje, a tecnologia nos permite tecidos de poliéster com toques incríveis e com alta durabilidade.

Nossa missão na L`Andara, é não somente fazer roupas confortáveis e de alta durabilidade como temos nossa responsabilidade para com o meio ambiente, ao usarmos fibras sintéticas procuramos as de maior qualidade possível e procuramos não deixar restos que virarão lixo, por isso os retalhos são usados até o fim, sendo feitos de viés para peças ou doações para entidades que reaproveitam em patchwork e outros.

Nossa missão é desenvolver produtos altíssimo padrão de design, conforto, qualidade e responsabilidade social, por isso, as fibras naturais são nossa melhor escolha.

Esperamos que tenhamos auxiliado nas suas próximas escolhas. 

Um beijo carinhoso!


Juliana Roso


Escrever um Comentário

WhatsApp